Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza bate recorde de visitantes

0

A 8ª edição decorreu de 4 a 8 de outubro, mais uma vez no sítio privilegiado para observar a migração das aves – Sagres

O Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza celebrou a sua 8ª edição batendo o seu recorde de participantes. Este ano recebemos cerca de 2150 pessoas, mais 1000 face ao ano passado. Os participantes usufruíram de 5 dias repletos de atividades dedicadas à Natureza, realizadas em vários pontos de Sagres, entre eles: o Cabo de São Vicente, o Forte do Beliche, a Fortaleza de Sagres e a Cabranosa.

Bateram-se também novos recordes como o número de nacionalidades presentes no festival. Este ano foram 39, mais 10 do que no ano passado. Para além dos países europeus, destacaram-se outras proveniências como Guiana, Nova Zelândia, China, Filipinas, Colômbia e México.
Das 250 atividades do programa, algumas merecem destaque por terem sido uma inovação e pela excelente adesão dos participantes. É o caso das viagens de comboio onde foi contada a história de Sagres, os workshops de música, o observatório móvel, os momentos musicais e aves de madeira distribuídas pelos parceiros e escolas para serem decoradas.
Este ano foram observadas 157 espécies, um número que ainda pode sofrer alterações e 8 delas são consideradas raridades como a águia-da-pomerânia, o alfaneque e o alcatraz-pardo. Nesta edição as espécies observadas pelos participantes foram inseridas na plataforma online PortugalAves/eBird para que estes dados possam ser utilizados para outros fins.
O sucesso de mais uma edição deste festival, deveu-se também em grande parte aos voluntários e parceiros que colaboraram nesta iniciativa, seja na parte das atividades ou na atribuição de descontos à organização e/ou participantes.
No rescaldo da edição deste ano começa-se já a pensar na próxima, que irá contemplar, pelo menos, o primeiro fim de semana de outubro.
Esta iniciativa da Câmara Municipal de Vila do Bispo, tem como co-promotores a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves e a Almargem.
Na edição digital da revista Passear 64 iremos publicar uma extensa reportagem sobre este evento.

Partilhe

Acerca do Autor

Deixe Resposta

*