Olhar o território numa lógica de mercado

0

No próximo dia 19 de julho, pelas 18h00, na Casa do Tempo, em Cabeceiras de Basto, o workshop ‘Marketing Territorial Turístico’ reunirá um painel de especialistas composto por António Azevedo, Ana Kankura Salazar e Bruno Sousa. Uma iniciativa inserida no programa cultural ‘Mosteiro de Emoções’, que até julho de 2019 oferece mais de duas dezenas de iniciativas desenvolvidas em três eixos temáticos: Cultura/Artes Performativas, Gastronomia/Sabores e Saúde e Bem-Estar.
Seja uma cidade, uma região ou um país, o marketing territorial permite-nos olhar para uma realidade geográfica e todas as suas componentes ou características específicas numa lógica de mercado e assim poder ir ao encontro e satisfazer as expectativas e desejos daqueles que são o seu público-alvo, sempre numa orientação concertada de criação de valor.
Olhar a paisagem, o meio envolvente numa lógica de mercado, permite-nos identificar e valorizar aspetos e variantes que de outra forma, seriam dificilmente agregados e compreendidos. A baixa densidade populacional, por exemplo, maioritariamente vista como negativa e sinónimo de desertificação, também pode significar mais liberdade, mais espaço para oportunidades e menos poluição para as pessoas, em relação aos bens e serviços disponíveis naquela área. Podemos assim, aplicar de forma objetiva e prática uma leitura de mercado, a um espaço geográfico, ou a uma região, como se fosse um produto. E assim identificar, usar de forma diferenciada e controlar, as suas variantes de marketing mix, de modo a otimizar os recursos existentes, quer humanos, quer económicos, quer tecnológicos de modo a ir ao encontro da plena satisfação dos diversos públicos.

Partilhe

Acerca do Autor

Deixe Resposta

*