1610 peregrinos passaram por Ponte de Lima

0

O Albergue de Peregrinos de Ponte de Lima acaba de tornar público o relatório de dados estatísticos relativo à respectiva actividade no ano de 2009, desde a abertura, em 18 de Julho, até 31 de Dezembro.

Nesse período registou-se a passagem de 1610 Peregrinos, tendo pernoitado 1405 (87%) e transitado (aqueles que recorrem ao Albergue apenas para Carimbar as Credenciais de Peregrino) 205 (13%).

De entre as 38 nacionalidades de origem, destaque para os 10 países cujos Peregrinos mais procuraram o Albergue de Peregrinos: Portugal, Espanha, Alemanha, Itália, França, Polónia, Estados Unidos da América, República da Irlanda, Áustria e Brasil, com, respectivamente, 402, 312, 231, 132, 83, 77, 40, 35, 33 e 32 Peregrinos.

Em termos mensais, Agosto e Setembro foram os períodos com valores mais altos. No primeiro, pernoitaram 560 e transitaram 54 e, no segundo, foram 323 os que pernoitaram e 62 os que transitaram.

O sexo masculino regista 59% da procura (807 pernoitaram e 149 transitaram) e o feminino 41% (598 pernoitaram e 56 transitaram).

O meio de locomoção que os Peregrinos escolheram foi a pé – 1196 –, seguido de bicicleta – 311 – e em carro de apoio – 3.

No respeitante às faixas etárias, a compreendida entre os 21 e os 30 anos é a que assinala valor mais elevado, com 381 Peregrinos, logo seguida pelas dos 31 aos 40 anos e dos 41 aos 50 anos, com, respectivamente, 300 e 240 Peregrinos. Saliente-se, ainda, as faixas etárias dos menores de 10 anos, com 3 Peregrinos, e a compreendida entre 71 e os 80 anos com 23 Peregrinos. As médias de idades são, para o sexo masculino, de 41 anos e, para o sexo feminino, de 39 anos, enquanto a idade moda é 29 anos para os homens e 24 para as mulheres. Ainda relacionado com as idades, o Peregrino mais novo tinha 10 anos e o mais idoso 80, e a Peregrina mais nova tinha apenas 9 meses e a mais idosa 75 anos.

Os 74 locais de partida dos Peregrinos são muito diversificados. Os que registam mais altos valores são: Porto (929), Lisboa (122), Ponte de Lima (63), Barcelos (41), Braga (40), S. Pedro de Rates (29), Coimbra (16), Santiago de Compostela (15) e S. Jean de Pied de Port (11), estes dois últimos em direcção a Fátima. Com destino a Santiago de Compostela podem verificar-se Peregrinos a partir de localidades como Fátima, Tomar, Viseu, Cabo de S. Vicente, Faro e Lagos. A grande maioria usa o Caminho Central Português (Porto – Vilarinho – S. Pedro de Rates – Barcelos – Ponte de Lima – Rubiães – Valença), sendo a variante por Braga muito pouco procurada, com uma percentagem ínfima em relação à totalidade – somente cerca de meia centena de Peregrinos. Tendo por fim Fátima, os locais de origem são ainda mais diversificados. Destacam-se alguns, pela distância percorrida, como S. Jean de Pied de Port e Rocesvalles, nos Pirinéus; Roma e Vaticano; Munique e Augsburgo na Alemanha; Estrasburgo em França; Barcelona, Pamplona, S. Sebastian em Espanha… Ainda no que concerne ao destino da Peregrinação, 1541 Peregrinos dirigiram-se a Santiago de Compostela e 69 a Fátima.

Cada vez mais temos a firme certeza da realidade que representa o Caminho Central Português nos caminhos de peregrinação a Santiago de Compostela e, pese embora muitos tentem deturpar a verdade histórica, continuaremos a desenvolver um trabalho sério e criterioso nesta área, de que é um grande exemplo o Albergue de Peregrinos de Ponte de Lima, onde se estão a realizar as necessárias melhorias para enfrentar com optimismo a recepção ao enorme fluxo de Peregrinos que acolherá no presente Ano Santo. Sobre os melhoramentos ali realizados, daremos conhecimento após a sua conclusão que se espera para muito breve – até meados do presente mês de Março.

Partilhe

Acerca do Autor

Deixe Resposta

*