AHRESP apela a que se mantenha o investimento no Alojamento Local

0

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) apela a que seja minimizado o impacto negativo da nova lei do Alojamento Local, promulgada ontem pelo Presidente da República, continuando a apostar numa atividade da qual dependem 33 mil famílias e muitos milhares de microempresas.

Depois do trabalho desenvolvido pela AHRESP, no sentido de criar todas as condições para reforçar o papel do Alojamento Local como atividade essencial ao crescimento sustentável do Turismo, a associação vai manter o seu objetivo de apoiar esta atividade e, consequentemente, milhares de empresários e trabalhadores.

«É preciso não esquecer que o impacto económico do Alojamento Local, só na Área Metropolitana de Lisboa (AML), supera os 1.660 milhões de euros, representando 1% do PIB gerado na região. E estamos a falar de uma atividade fundamental para a economia do país e não apenas de uma ou duas cidades», afirma Joaquim Ribeiro, Vice-Presidente da AHRESP.

Refira-se que a AHRESP antecipou há muito o crescimento do Alojamento Local e tem vindo a desenvolver vários projetos no sentido de trazer para a economia formal muitas unidades que não cumpriam os requisitos necessários. Um desses projectos é o QUALITY, Programa de Qualificação e Valorização do Alojamento Local que visa dotar os proprietários e empresas que desenvolvem esta atividade de um conjunto de ferramentas de apoio à gestão e à garantia de padrões na qualidade do serviço, contribuindo para a promoção e projeção internacional do destino Portugal.

No âmbito do programa QUALITY, a AHRESP organizou ações de formação em vários pontos do país e desenvolveu em parceria com o ISCTE estudos de caracterização dos estabelecimentos, perfil dos empresários e da procura do Alojamento Local nas Regiões de Turismo do Norte, Centro, de Lisboa e Vale do Tejo e Alentejo.

No outono, após fechar a análise do Algarve, será apresentada a avaliação de todo o território continental, seguindo-se os Açores e a Madeira.

A AHRESP pretende avaliar, de forma serena, as potencialidades do mercado do Alojamento Local, permitindo que as decisões que venham a ser tomadas, sejam consequentes e competitivas.

«Vamos continuar a apostar no QUALITY para responder à dinâmica e ao crescimento da atividade do Alojamento Local. Estamos cá para garantir a qualidade da nossa oferta e para apoiar os empresários e encontrar as melhores soluções em conjunto com as autarquias e restantes entidades», afirma Joaquim Ribeiro. «O Turismo é essencial para o crescimento do país no seu todo pelo seu efeito multiplicador na economia nacional. Os desafios que se colocam ao setor são inúmeros e vamos estar, como sempre estivemos, concentrados no futuro».

Partilhe

Acerca do Autor

Deixe Resposta

*