Vila da Ericeira: O Mar Sempre Presente

0

A Ericeira é uma localidade muito antiga, datando a sua primeira ocupação do tempo dos Fenícios. Embora não haja certezas, este antigo povo mediterrânico parece ter estado presente nesta zona, havendo quem considere que o nome de Ericeira constitui uma modificação da palavra “Eritreia”, região de onde os Fenícios eram oriundos. No entanto, há quem considere mais provável que a designação da vila venha da modificação da palavra “ouriceira”, que seria relativa à abundância de ouriços-do-mar que se observa na região.

_DSC0031_DSC0037

Zona Ribeirinha: O Atlântico como cenário

O nosso ponto de partida fica situado junto à Ermida de S.Sebastião e, o nosso destino é a Praia do Sul passando pelo Porto da Ericeira.

O Oceano Atlântico é uma presença constante neste primeiro trajecto. A sua beleza e potência não deixam ninguém indiferente e, no período de Inverno estes atributos atingem o seu máximo.

Na costa podemos observar uma vegetação rasteira essencialmente composta por chorões. As aves marinhas acompanham-nos ao longo de todo o trajecto com especial incidência de gaivotas, rola-do-mar e corvos marinhos.

Ericeira_20Abril 022Ericeira_20Abril 06223.02.09 010Ericeira_20Abril 034Ericeira_20Abril 057Ericeira_20Abril 038

O porto é, essencialmente virada à actividade piscatória estando a sofrer obras profundas para a construção de um porto de recreio que deverá estar pronto em 2012. A actividade de pesca é grande quer na vertente profissional como na lúdica.

Passado o porto, o nosso trajecto leva-nos a um primeiro contacto com a vila da Ericeira. Sempre pela marginal vamos em direcção ao nosso primeiro destino, a Praia do Sul. Estamos numa zona de restaurantes onde o peixe fresco domina as ementas… O grande hotel de telhado verde e com uma situação privilegiada indica-nos que estamos a chegar à Praia do Sul. A praia possui uma lagoa natural e, o seu areal, está muito sujeito às marés. Ao longo da praia temos diversas esplanadas onde podemos retemperar as nossas forças antes de visitar o interior da vila.

A vila em tons de azul e branco

Deixamos a praia e voltamos à vila para a conhecer mais em pormenor. A Ericeira, ao longo da sua existência, tem tido graus de crescimento diferenciados mas é durante o século XIX que a Ericeira sofreu um enorme desenvolvimento, tendo sido o porto mais importante da província da Estremadura, através do qual toda esta região era abastecida.

_DSC0064_DSC0010_DSC0048_DSC0002

Em 1910, quando se instaurou a República, foi na Ericeira que a Família Real portuguesa embarcou, partindo para o exílio no Reino Unido, tornando esta povoação num importante marco geográfico da História de Portugal.

Hoje em dia é uma vila “dominada” pelo Surf e um destino de férias muito procurado no Verão. As suas ruas estreitas são marcadas pelas casas pintadas de branco e azul que criam uma harmonia e, a tornam motivo de grande interesse.

Se a boa comida é um dos seus atractivos, as inúmeras igrejas e fontanários dão-lhe uma componente histórica e arquitectónica de realce.

Numa visita à Ericeira, o melhor é deambular pelas ruas estreitas no encalço de pormenores de arquitectura e, para recuperar as forças nada melhor do que experimentar um ouriço (uma especialidade da pastelaria local). De volta a S.Sebastião ainda nos resta tempo para nos despedirmos do Atlântico no espaçoso miradouro.

Monumentos com história


_DSC0068

A Igreja de São Pedro

Originalmente, esta Igreja paroquial foi uma capela, a Capela de São Pedro, recebendo do Arcebispo de Lisboa, D. Pedro de Noronha (1446) a faculdade de ter pia baptismal.

A partir de 1658 foi várias vezes ampliada até atingir a actual dimensão.

A capela-mor exibe quatro telas retratando a vida de São Pedro e, ainda, o retábulo, o sacrário em talha dourada e imagens barrocas de São João Evangelista e de São Pedro.

Capela de Nossa Senhora da Boa Viagem e de Sto. António

A capela hoje mais conhecida como de “Santo António”, situa-se numa plataforma sobre a Praia dos Pescadores na Vila da Ericeira, formando o epicentro da progressão urbana da vila. Diz-se ainda hoje que divide o Norte do Sul. Sobre a história da capela pouco se sabe, sobretudo anteriormente ao sec. XVII.

Capela de modestas proporções não se cingia apenas ao culto, mas também a “farol” assinalando a entrada dos barcos no porto da Praia dos Pescadores, servindo-se para isso do pequeno sino colocado num nicho na parede do lado poente.

_DSC0006_DSC0053

Capela de Sta. Marta e de Nossa Senhora das Necessidades

Erigida em 1760, no lugar da antiga Ermida de Nossa Senhora da Saúde, posteriormente Senhora das Necessidades. A antiga capela, construída em 1484, com o mesmo orago, situava-se mais junto ao mar, junto às “furnas”, onde actualmente se encontra o poço das “Águas de Sta. Marta” no perímetro do Parque de Santa Marta, sendo a referida ermida local de devoção, ligada a curas milagrosas de peste.

O largo da capela com habitações em redor,  único na vila, remonta ao tempo do santuário mariano, com as casas para peregrinos.

_DSC0024

Capela de São Sebastião

A Ermida de S. Sebastião, remonta aos séculos XV/ XVI e situa-se no extremo Norte da vila da Ericeira, sobre as arribas, isolada do tecido urbano primitivo, possuindo características únicas na zona.

É um edifício de aparência simples, de planta hexagonal e de cúpula terminada em gomos, que tem adoçado um outro corpo formado pelas sacristias e altar, esse já do sec. XVII.O exterior totalmente branco contrasta com o interior forrado quase completamente a azulejos policromados (dominando o azul e amarelo), do sec. XVI.

Onde Ficar

Vila Galé Hotel

Largo dos Navegantes, 2655 – 320 Ericeira http://www.vilagale.pt/pages/hoteis/?hotel=10

Hotel Vilazul

Calçada da Baleia, Nr 10 2655-238 Ericeira http://www.hotelvilazul.com/

Hotel Beachtour Ericeira

Rua Mira Parque Nr 2 A/B

2655-213 Erriceira

Parque de Campismo Mil Regos / www.ericeiracamping.com/

Onde Comer

Restaurante Prims

Restaurante Furnas

Pizzaria Pinta

[mappress]
Partilhe

Acerca do Autor

Deixe Resposta

*