Rota Histórica das Linhas de Torres

0

Integra lista de vencedores do prémio Europa Nostra 2014

A Rota Histórica das Linhas de Torres é um dos 17 projetos vencedores do prémio Europa Nostra 2014, na categoria “Conservação”. Este prémio constitui uma distinção atribuída pela União Europeia e pela Rede Europa Nostra, no que se refere à preservação e defesa do património cultural Europeu, que vem reconhecer todo o trabalho conjunto desenvolvido pelos Municípios de Arruda dos Vinhos, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira, no que concerne à salvaguarda e valorização do sistema defensivo conhecido por Linhas de Torres Vedras.

A candidatura foi apresentada, de forma conjunta, no passado mês de setembro de 2013 e a atribuição deste prémio reveste-se de importante significado quanto ao reconhecimento internacional da intervenção profunda neste património, bem quanto à potenciação das Linhas de Torres Vedras enquanto destino turístico de qualidade.

Toda a informação em: www.europanostra.org/awards

Prémio Europa Nostra

A distinção, atribuída todos os anos, dá a conhecer as melhores intervenções ao nível da preservação, defesa e conservação do património cultural Europeu, conferindo visibilidade a restauros exemplares ou a outras iniciativas-modelo nesta área.

As candidaturas apresentadas, que podem integrar-se em 4 categorias distintas, nomeadamente, “Conservação”, “Investigação”, “Serviço prestado à Sociedade por indivíduos/organizações” e “Educação, prática e sensibilização”, são submetidas à avaliação de um júri que considera os seguintes critérios:

– Excelência do trabalho executado e pesquisas preliminares realizadas;

– Respeito pelos valores artístico, cultural e social, pelo enquadramento, pela autenticidade e integridade;

– Sustentabilidade, interpretação e apresentação;

– Trabalho educativo;

– Financiamento e gestão;

– Responsabilidade Social.

Em 2014, e no que à categoria “Conservação” diz respeito, o júri que procedeu à avaliação das candidaturas foi composto por 14 elementos. Foram atribuídos 17 prémios na categoria “Conservação”, 4 na categoria “Investigação”, 3 na categoria “Serviço prestado à Sociedade” e 4 na categoria “Educação, Prática e Sensibilização”.

Mais informações em www.europanostra.org/apply-for-an-award-2014

Rede Europa Nostra

Presidida por Placido Domingo, a Rede Europa Nostra é composta por 250 organizações-membro (associações patrimoniais e fundações), 150 organizações-associadas (entidades governamentais, autoridades locais e organizações) e 1500 membros individuais que suportam/apoiam diretamente a missão desta rede: preservar e defender o património cultural e natural europeu, conseguido também através do desenvolvimento de campanhas para preservar os monumentos históricos europeus em perigo, bem como lugares e paisagens culturais.

Mais informações em: www.europanostra.org

Rota Histórica das Linhas de Torres – O porquê do prémio

As Linhas de Torres Vedras constituem um sistema defensivo complexo cobrindo uma distância total de cerca de 100 kms, construído durante a Guerra Peninsular, e que compreende fortes, fortins, redutos, estradas militares e escarpamentos. Wellington foi uma das mentes que, temendo os planos de Napoleão para atacar Lisboa, ajudou a preparar a construção das Linhas de Torres Vedras. Se a gestão da edificação estava nas mãos dos britânicos, a força do trabalho, porém, foi portuguesa. Esta obra militar foi concluída em tempo record e sob total sigilo. Como defesa, as linhas foram inteiramente bem-sucedidas, mas foram abandonadas por quase 200 anos, até à apresentação do projeto da Rota Histórica das Linhas de Torres.

O projeto, desenvolvido pela Plataforma Intermunicipal das Linhas de Torres (PILT), teve um custo total aproximado de 6 milhões de euros, sendo que cerca de 2 milhões de euros foram cofinanciados em 74,11% pelo EEA Grants, e contou com o acompanhamento técnico do IGESPAR e apoio do Exército. Teve execução no período de 2007 a 2011 e os seus objetivos centrais foram salvaguardar, recuperar e valorizar uma componente significativa do património arquitetónico/militar integrante das Linhas de Torres Vedras, criando uma rota turística de excelência.

Neste âmbito, o projeto implicou extensas pesquisas e investigações arqueológicas, remoção de vegetação e obras de restauro. Cerca de 30 obras militares foram restauradas e foram implementados 6 centros de interpretação em diversos pontos, ao longo das Linhas de Torres. Além destas ações, foi criada a Grande Rota das Linhas de Torres (GR30) e 6 percursos de visita do complexo militar.

Grande prémio do público – votação online

Está já a decorrer uma votação online para a atribuição do Grande Prémio do Público. A votação decorrerá até ao dia 20 de abril e o vencedor será anunciado na Cerimónia de Entrega de Prémios do Património Europeu, que terá lugar no dia 5 de maio, em Viena (Áustria).

http://vote.europanostra.org/

Partilhe

Acerca do Autor

Deixe Resposta

*