Porto de Setúbal e TROIARESORT juntos na conservação das Ruínas Romanas de Troia

0

A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA e o TROIARESORT – Investimentos Turísticos, SA assinaram, um Protocolo de Cooperação para promover a conservação e manutenção das estruturas edificadas nas Ruínas Romanas de Troia, com o objetivo de garantir a sua integridade e possibilidade de fruição às gerações futuras.

As Ruínas Romanas de Troia estão classificadas como Monumento Nacional, desde 1910, tendo um acentuado carácter de interesse público e portuário, fazendo parte da história do porto, ligada às vertentes da pesca, indústria e transporta marítimo de mercadorias. Este sítio arqueológico, que data do século I d. C, é reconhecido como o maior centro de produção de salgas de peixe do mundo romano, de onde saíam, através do Porto de Setúbal, ânforas carregadas deste apreciado produto para todo o império romano.

No âmbito do acordo, decorrem trabalhos de restauro das pinturas das paredes da Basílica Paleocristã de Troia, cujas paredes estão pintadas com motivos geométricos e vegetais e imitação de mármore, de que se destaca o famoso cântaro pintado num pilar. É uma igreja construída em finais do século IV ou início do século V e que antecedeu a Igreja de Nossa Senhora de Troia, localizada ao lado, onde se comemora anualmente no verão a grande festa dos pescadores de Setúbal e das suas famílias.

Partilhe

Acerca do Autor

Deixe Resposta

*