‘Tejo a Copo 2019’ une 18 produtores vínicos e dois restaurantes para promover a região

0

O ‘Tejo a Copo 2019’ vai reunir, no Sábado, dia 09 de Março, entre as 15h00 e as 21h00, no Convento de São Francisco, em Santarém, 18 produtores vitivinícolas e dois restaurantes da região. Organizado pela Comissão Vitivinícola Regional do Tejo visa, assim, promover os Vinhos do Tejo “em casa”, a gastronomia regional e o seu património territorial e cultural, na ‘Capital do Gótico’ e ‘Melhor Destino Gastronómico’, segundo os prémios “Os Melhores do Ano”, anunciados recentemente pela Revista de Vinhos. A entrada é livre e o copo de prova custa €3,00.

Na lista de presenças desta segunda edição do ‘Tejo a Copo’ – a primeira foi em 2017 – constam os produtores: Adega de Almeirim, Adega do Cartaxo, Casa Paciência, Casal Branco, Casal do Conde, Casal das Freiras, Enoport, Falua, Pinhal da Torre, Pitada Verde, Quinta da Alorna, Quinta da Atela, Quinta da Badula, Quinta da Lapa, Quinta da Lagoalva, Quinta da Ribeirinha, Vinhos Lamberia e Vinhos Zé da Leonor. A gastronomia estará representada pelo Dois Petiscos (Santarém) e pelo Cisco – Cozinha Tradicional (Almeirim), restaurantes liderados pelos chefes João Correia e Alexandre Albergaria Diniz, respectivamente.

Roteiro vínico com direito a prova comentada
Às 16h30 vai haver uma prova de vinhos comentada pelo jornalista e crítico Fernando Melo. A inscrição é gratuita, mas obrigatória e feita no local, por ordem de chegada. A prova versa vinhos feitos com Fernão Pires, a casta mais expressiva do Tejo. Representa, actualmente, 30% do encepamento total, ou seja, 3.750 num total de 12.500 hectares de vinha nesta região vitivinícola. A finalidade deste momento alto do ‘Tejo a Copo’ é dar a conhecer o seu potencial, quer em monocastas, quer em blends, com destaque para o equilíbrio e elegância que lhe estão associados.

Roteiro gastronómico
O Dois Petiscos aberto, desde Outubro de 2015, na Cerca da Mecheira, n.º 20, em Santarém, tem como chefe o escalabitano João Correia. Apesar das fortes influências catalãs – fruto do trabalho com Ferran Adrià, em Barcelona, e Sergi Arola, no Penha Longa Resort, em Sintra –, os sabores ribatejanos estão enraizados na cozinha. Exemplo disso, é a afamada ‘Sandes de Rabo de Touro’. Em certa medida, são os petiscos que proliferam na carta, embora durante a semana haja dois pratos do dia (peixe e carne) mais tradicionais. João Correia dá valor ao produto e ao sabor em pratos com dois ou três ingredientes. O serviço está focado no cliente, “para que se sinta em casa”. O restaurante funciona de segunda-feira a Sábado, das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 23h00.
O Cisco – Cozinha Tradicional, do chefe e proprietário Alexandre Albergaria Diniz, também está presente neste ‘Tejo a Copo’. Aberto desde 03 de Maio de 2016, na Rua de Coruche, n.º 121 A, em Almeirim. Na sua cozinha são enaltecidos os sabores da cozinha tradicional de Norte a Sul do país. Por conseguinte, é este o ponto de partida da carta do restaurante, onde os dotes de comida de conforto e a apresentação cuidada revelam modernidade e técnica na confecção. Além disso, é visível a aposta forte nos produtos do Ribatejo. O ambiente clássico e acolhedor, e o serviço personalizado complementam o cenário do restaurante. Afinal, é importante lembrar que a sua profunda dedicação à gastronomia portuguesa já lhe valeu o terceiro lugar no concurso ‘Guerra dos Pratos’, transmitido no 24Kitchen e na FOX Life, em 2014; e duas distinções no âmbito do Concurso ‘Tejo Gourmet’: Diploma de Ouro e Prémio de Restaurante Revelação, em 2017, e Diploma de Ouro e Prémio de Melhor Restaurante de Cozinha Tradicional, em 2018.

Roteiro cultural
Vão estar reunidas as condições para, com tempo, explorar a região e as suas adegas, uma vez que o enoturismo tem ganho cada vez mais adeptos, quer por parte de enófilos, quer de curiosos. Conheça a sua História ao vivo através da visita aos monumentos de Santarém, a “Capital do Gótico”, e de Tomar, a “Cidade dos Templários”, as principais portas de entrada deste roteiro carregado de cultura e lazer. Integre as salinas de Rio Maior neste percurso, bem como a Golegã, a “Capital do Cavalo”.
Planeie um itinerário gastronómico, para desfrutar de uma cozinha riquíssima em outras paragens – ou nas mesmas, aqui presentes –, com a ‘Sopa da Pedra de Almeirim’, a ‘Açorda de sável’, o ‘Achigã grelhado’, o ‘Ensopado de enguias’, o ‘Arroz de lampreia’, a ‘Fataça na telha’, o ‘Torricado’, o ‘Magusto’, o ‘Cabrito assado’, a ‘Cachola de porco’; e parta para a sobremesa, com as ‘Tijeladas’ e a ‘Palha de Abrantes’, os ‘Quadradinhos de Alpiarça’, as ‘Fatias de Tomar’, os ‘Pampilhos’ ou os figos de Torres Novas. Harmonize cada refeição com os néctares deste ‘Tejo a Copo’.

TEJO A COPO 2019 (2.ª Edição)
Data: Sábado, dia 09 Março de 2019
Horário: Das 15h00 às 21h00
Local: Convento de São Francisco, Santarém
Morada: Rua 31 de Janeiro, 2025-579 Santarém
Bilhetes: Entrada livre
Preço do Copo: €3,00

Partilhe

Acerca do Autor

Deixe Resposta

*